sexta-feira, 23 de outubro de 2015

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Aprendendo com os maus exemplos


“Contudo, Deus não se agradou da maioria deles, por isso os seus corpos ficaram espalhados no deserto. Essas coisas ocorreram como exemplo para nós, para que não cobicemos coisas más”        I Co 10: 5,6
É fato que somos eternos aprendizes. Aprendemos coisas boas e também aprendemos coisas ruins. Contudo os maus exemplos são deixados para o nosso conhecimento  para aprendermos o “como não fazer”. 
Algum tempo atrás assisti um vídeo com o título: “Criança vê, Criança Faz” e nesse vídeo mostrava os pais dando maus exemplos e seus filhos os copiando. Sei que isso é uma verdade, os filhos imitam seus pais, por isso Deus quer que sejamos bons exemplos aos nossos filhos.  
Na história citada nos versículos acima por Paulo os nossos irmãos judeus tinham feito coisas terríveis diante de Deus e por causa disso Deus os puniu fazendo com que morressem no deserto. Paulo então nos convida a pensar que essa história foi deixada como exemplo do que não devemos fazer. A Bíblia está cheia desses maus exemplos.
Precisamos aprender que o Senhor quer nos ensinar através dessas terríveis ações contra o povo de Israel, Ele deseja que nos desviemos do mau caminho que eles andaram.
Ver o erro de Israel e a punição de Deus sobre eles devia nos levar rapidamente para o lado das boas escolhas, mas infelizmente, a pecaminosidade do nosso coração muitas vezes nos leva realmente a fazer aquilo que Deus não se agrada e é aí que devemos pensar na advertência desse texto, pois se Deus puniu a eles, certamente também nos punirá. A advertência firme do Senhor deve trazer temor em nosso coração e nos levar a nos identificarmos com Ele e então seguirmos a sua Vontade.  
Vale a pena notar que Paulo diz que o que levou o povo de Israel pecar foi a cobiça no coração, eles deixaram os mandamentos do Senhor de lado e prosseguiram conduzidos pelas paixões de seus corações pecadores. Quantas vezes nós andamos da mesma maneira, não é? Esquecemos os conselhos de Deus e somos envolvidos pelos pecados que tenazmente nos assedia. Contudo há para nós um caminho de volta; o arrependimento! Que o exemplo da punição de Israel traga temor ao seu coração.

  Pr. Edilson Nunes